Policial militar é assassinado durante comício

Uma confusão generalizada transformou-se em tiroteio no final de um comício do candidato à prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo, Paschoal Tomeu (PTB), na noite desta sexta-feira. Um policial militar, que estava à paisana e usando colete à prova de balas pertencente à PM, foi atingindo no peito por um tiro disparado à queima-roupa e morreu ao ser socorrido. Outro homem foi baleado na perna.O PM José Araújo Rocha portava uma pistola de calibre 380, com dois carregadores, contendo 26 cápsulas, mas ele não chegou a usá-la. O criminoso efetuou quatro disparos e além de acertar o policial, no peito, atingiu na perna direita Anderson Ramos de Araújo, morador no bairro. Ambos foram levados para o PA Dona Luiza, em Guarulhos, onde o policial morreu e a outra vítima ficou internada.O comício acontecia no Jardim Centenário, numa região próxima à divisa daquele município com a Zona Leste da capital. Não foi confirmado pela PM se José Araújo fazia a segurança do político em campanha. Considerado uma testemunha importante Anderson, que descreveu o atirador, está sob proteção policial.

Agencia Estado,

18 de setembro de 2004 | 10h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.