Policial militar morre ao reagir a assalto

O soldado Luiz Carlos Amâncio, de 35 anos, do 15º Batalhão da Polícia Militar, de Guarulhos, na grande São Paulo, foi executado por dois bandidos, com vários tiros, durante um assalto, às 20h30, de segunda-feira, na altura do km 16 da Rodovia Raposo Tavares, no Jardim Arpoador, zona oeste da capital paulista. Segundo testemunhas, a dupla de bandidos abordou o policial em um semáforo e após tomar a pistola 7.65 do soldado, que estava à paisana e em férias, atirou várias vezes contra a vítima. A polícia acredita que os bandidos queriam roubar o carro de Amâncio, que reagiu ao assalto. O policial foi levado por moradores da região ao Pronto-socorro do Hospital Bandeirantes, onde o soldado morreu. O caso foi registrado no 75.º Distrito Policial, do Jardim Arpoador, pela delegada Rosimeire Bernegazi T.Caladas, que ainda não tem pistas sobre os bandidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.