Policial militar morre durante suposto racha

O policial militar Will Robson de Oliveira, de 21 anos, morreu nesta madrugada, quando, segundo testemunhas, participava de um racha, em Votorantim, a 98 quilômetros de São Paulo. Seu carro, um Golf, capotou depois de colidir com o Kadett dirigido pelo cobrador Fabrício Teodoro Matias, de 18 anos, que também tombou. O "pega" ocorria em uma avenida do Jardim Maria Lúcia, na zona urbana. Os dois carros foram arremessados contra o muro de uma residência. Os bombeiros tiveram que serrar as ferragens para retirar Oliveira. Ele foi levado para o pronto-socorro do Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu. Outros dois jovens que estavam no Golf, Camila Vieira Oliveira, de 18 anos, e O.S.P., de 17, foram levados feridos para o mesmo hospital. No Kadett, além de Matias, estava André Perez da Cruz, de 21 anos. Ambos ficaram feridos. Matias negou participação em racha. Segundo ele, seu carro foi fechado pelo de Oliveira. A Polícia Civil e aguarda o resultado do laudo para ouvir testemunhas e tomar o depoimento de Matias. O acidente também será investigado pela Polícia Militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.