Policial obriga preso a comer gilete

O detento Fabiano Firmino Ferreira, de 25 anos, preso em flagrante na madrugada do último sábado, em Lençóis Paulista, denunciou ontem, quando foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Bauru, que o policial encarregado de transporta-lo da delegacia para o hospital de Lençóis, onde passou por exame de corpo de delito, o obrigou a comer uma lâmina de barbear. O policial, que não teve seu nome revelado, teria ficado irritado porque, ao revista-lo, teria cortado o dedo na lâmina que se encontrava no bolso de sua jaqueta. Como não apresentava ferimentos, e nada disse ao médico, Firmino foi transportado no próprio sábado para a cadeia de Avaí, onde continuou em silêncio, só revelando o ocorrido quando ia dar entrada no CDP. Levado à Delegacia de Investigações Gerais de Bauru, formalizou a denúncia, passou por exames no pronto socorro local, onde uma radiografia mostrou o objeto estranho em seu estômago. Recebeu medicação para expelir os pedaços da lâmina e, em seguida, foi recolhido ao presídio. Sua denúncia foiremetida hoje à delegacia de Lençóis Paulista, onde será realizado o inquérito. O policial acusado foi retirado do serviço externo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.