Policial que matou filha é condenado em Maceió

O policial civil aposentado Milton Severo dos Santos, 65 anos, foicondenado a 19 anos e 10 meses de prisão, pelo assassinato da filhaMayara Grazielle, de 7 anos. O julgamento começou às 13 horas de ontem no Fórum de Maceió e terminou na madrugada de hoje, quando o juiz Daniel Accioly leu a sentença.Severo foi condenado por unanimidade dos sete jurados, em todos os quesitos. Mayara foi morta por estrangulamento em maio deste ano. Ouvida durante o júri, a mãe da menina , Vânia Romano, reafirmou que o policial aposentado - de quem estava separada - matou a filha para não pagar os R$ 140,00 de pensão determinados pela Justiça.Outro depoimento contundente foi do comerciante Nildo Gomes deOliveira, que revelou ter vendido a Milton Severo, dois dias antes doseqüestro e morte de Mayara, um saco de açúcar idêntico ao que envolvia o cadáver da vítima, encontrado em um terreno na Praia do Sobral. O policial vai cumprir pena no presídio Baldomero Cavalcanti, onde aguardava julgamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.