Policial tenta evitar roubo de carro e acaba morto

O policial civil Nilson Carvalho dos Santos, de 36 anos, foi morto com três tiros durante um assalto, na noite de terça-feira, em Sorocaba. Os bandidos, um adulto e dois menores, atiraram depois que ele se identificou como policial. Santos, que trabalhava como investigador na Delegacia de Policia de Boituva, cidade da região, chegava em sua casa, na zona norte de Sorocaba, quando viu o grupo tentando roubar um carro. Ele parou seu automóvel e deu ré, na tentativa de afugentar o bando, mas os ladrões o abordaram. De acordo com uma testemunha, quando Santos informou sua condição de policial, os bandidos dispararam. Atingido no tórax, o investigador morreu no local. Antes de fugir, os ladrões roubaram uma pistola semi-automática do policial. Horas depois, a polícia prendeu o grupo e encontrou a arma com um dos acusados, Raí Freitas, de 24 anos, com quem foi encontrado ainda o revólver calibre 38 usado no crime. Os dois menores também foram detidos.

Agencia Estado,

08 Fevereiro 2006 | 19h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.