Policiamento de estradas em SP será reforçado

O policiamento do Sistema Anchieta-Imigrantes e estradas do litoral paulista deve receber reforço nos próximos dias. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alberto Rodrigues, afirmou nesta terça-feira que cerca de 400 policiais vão ser deslocados de cidades da Baixada Santista, como Guarujá e Cubatão. Essa região tem hoje cerca de 4.800 policiais, incluindo o reforço da Operação Verão.A medida foi anunciada três dias depois da morte do procurador de Justiça Luiz Felipe França Ramos. Ele foi assassinado no km 274 da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, durante um assalto.Segundo Rodrigues, a violência concentra-se, principalmente, no fim da Rodovia dos Imigrantes. "O problema está exatamente na baixada, no encontro da Imigrantes com a Pedro Taques", explicou.O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que os responsáveis pelo assassinato do procurador estão presos ou identificados pela polícia.Nesta terça-feira, Alckmin e o secretário da Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa, inauguraram o 14° Centro de Detenção Provisória da capital, na zona oeste. O prédio, que era uma das unidades do Cadeião de Pinheiros, foi reformado. Os 160 presos do distrito de Santa Ifigênia serão transferidos nesta quarta para lá.Alckmin anunciou que na sexta-feira vai desativar a carceragem do 85° DP, do Jardim Mirna, na zona sul. Ele disse que pretende desativar também o cadeião de Praia Grande, que será transformado em um CDP. "Vamos tirar cem presos por semana, reformar e passar o CDP para a Administração Penitenciária."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.