Ponte cartão postal de SC tem três dos quatro pilares danificados

Reforma requer R$ 170 milhões e governo do Estado diz não ter condições de fornecer o dinheiro

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

04 Abril 2011 | 18h01

SÃO PAULO - A Ponte Hercílio Luz, um dos cartões postais de Florianópolis, está com dificuldades para ser reformada. Segundo Paulo Meller, presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura de Santa Catarina (Deinfra), a obra requer cerca de R$ 170 milhões, verba que o governo do Estado não tem condições de fornecer.

 

O risco de desabamento, de acordo com Meller, não pode ser descartado, mas também não é certo. O vão central da ponte está apoiado em quatro pilares principais, sendo que a estrutura de três deles está comprometida por fissuras ou corrosão. Além disso, as barras de olhal (os cabos que sustentam a ponte) também estão debilitadas.

 

A Hercílio Luz foi inaugurada na década de 20 do último século e desde então só passou por manutenções, nunca uma restauração completa. Ela possui um estrutura metálica que deteriorou severamente ao longo de quase 90 anos.

 

Fechada para o tráfego desde 1982, por causa das precárias condições em que se encontrava, ela se tornou apenas um monumento da cidade. Em 2005, o governo do estado apresentou um resumo do Projeto de Reabilitação da Ponte Hercílio Luz e atualmente há um consórcio responsável pelas obras. Paulo Meller afirmou que o Deinfra está tentando levantar a verba através de outros órgãos.

Mais conteúdo sobre:
ponteSCpilardanificadareforma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.