''''Por amor'''', mãe deixa filho acorrentado

Uma mãe tem deixado o filho de 19 anos acorrentado em casa, no norte do Paraná, alegando que ele é viciado em crack, está jurado de morte e sofre de tendências suicidas. Eles vivem em Rolândia, a 390 quilômetros de Curitiba. A corrente, de mais de 3 metros, está presa à porta de um quarto e ao tornozelo do rapaz. Ele consegue ir à sala, ao quarto e ao banheiro. "Estou fazendo isso por amor", disse a mulher . Os nomes dela e do filho não foram divulgados.

O Estadao de S.Paulo

19 de dezembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.