Reprodução
Reprodução

Por namorado, garota é suspeita de participar de morte da avó

Companheiro da neta alegou que vítima não aceitava o namoro; Jane Moretti teve o pescoço quebrado e o corpo queimado

RENE MOREIRA, Especial para O Estado

04 Setembro 2015 | 13h17

FRANCA - Uma garota de 13 anos foi apreendida nesta quinta-feira, 3, sob a suspeita de envolvimento na morte da avó. O namorado de 16 anos teria cometido o crime e o motivo seria porque a mulher se opunha ao relacionamento dos dois. A vítima, Jane Moretti, de 63 anos, teve o pescoço quebrado e o corpo queimado.

 

O desenho da estrela de Davi debaixo do corpo da vítima intrigou polícia, que investiga se isso tem alguma relação com o crime. O rapaz confessou o homicídio e alegou que a mulher não aceitava seu namoro de mais de um ano com a neta dela na cidade de Caldas, no sul de Minas Gerais.

 

Durante uma discussão, ele contou ter aplicado um golpe de artes marciais e quebrado o pescoço da vítima. Depois, ateou fogo ao corpo, que foi encontrado carbonizado em frente a uma construção abandonada na zona rural da cidade.

 

Juntos. O casal foi encontrado dormindo dentro do carro da mulher, ao lado de uma estrada perto de um condomínio em Poços de Caldas (MG). O adolescente inocentou a namorada de qualquer participação e afirmou que ela não estava com ele no momento do crime. A versão, porém, não convenceu e os dois foram mandados para o Presídio de Andradas (MG).

 

Dois adolescentes contaram ter sidos convidados pelo adolescente a participar do crime, mas teriam recusado. O corpo de Jane Moretti foi enterrado no final da manhã desta sexta-feira, 4, no Cemitério Municipal de Caldas.

Mais conteúdo sobre:
Minas GeraisViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.