Por R$ 50, bandidos estupram e matam no interior de SP

Um comerciante foi morto e sua filha estuprada, na noite de ontem, na cidade de Cunha, no Vale do Paraíba. Por volta das 21 horas, dois homens encapuzados entraram em um bar, no bairro Pedra Negra, anunciaram o assalto e pegaram todo dinheiro do caixa. Como só havia R$ 50, os assaltantes ficaram revoltados e atiraram no comerciante João Fonseca Meirelles, de 54 anos. Ao aparecer depois de ouvir a discussão e os tiros, a filha do comerciante, a dona-de-casa I.S.M., de 25 anos, foi estuprada por um dos assaltantes. O nome da vítima foi mantido em sigilo pela polícia. Depois do estupro, os criminosos deixaram o bar e fugiram em um veículo, não identificado pela vítima. Os ladrões fugiram pela estrada vicinal Inácio Pebiano dos Reis. Ainda com vida, o comerciante foi socorrido pelos vizinhos, mas morreu ao chegar no Pronto Socorro. Policiais civis foram até o local do crime nesta manhã para ouvir as testemunhas. A mulher estuprada informou à polícia que os homens eram escuros, e não conseguiu identificá-los.

Agencia Estado,

04 de março de 2003 | 18h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.