Portar material pornô infantil é crime, diz CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou ontem duas emendas da Câmara ao projeto de lei 254 do Senado, de 2004, que consideram crime portar e comprar material pornográfico infantil e aliciar crianças e adolescentes em salas de bate-papo da internet. O projeto, de autoria dos parlamentares da CPI da Exploração Sexual, propõe uma modificação no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Ele inclui como crimes fotografar e filmar cenas pornográficas com criança ou adolescente e pune quem disponibiliza ou facilita o acesso a essas imagens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.