Porto Alegre promete dobrar apoio ao Fórum Social Mundial

O prefeito de Porto Alegre, João Verle (PT), disse nesta terça-feira que pretende dobrar o apoio financeiro do município ao Fórum Social Mundial em 2005, quando o evento internacional que reúne críticos da globalização em debates e conferências deverá voltar à capital gaúcha. Verle recapitulou as contribuições feitas pela prefeitura de Porto Alegre nas edições anteriores do Fórum: de R$ 400 mil em 2001 para R$ 800 mil em 2002 e R$ 1,6 milhão este ano. "Estamos dispostos a dobrar de novo o valor", garantiu. Para Verle, a eleição municipal de outubro de 2004 não deverá afetar o plano, já que o fórum seria apoiado por qualquer governante, pela importância que tem para a cidade. Segundo o prefeito, o secretariado internacional do FSM confirmou a realização do encontro na cidade em 2005. Em sua quarta edição, em 2004, o FSM será realizado em Mumbai (antiga Bombaim), na Índia, entre os dias 16 e 21 de janeiro. Verle descreveu que conversou com o governador gaúcho, Germano Rigotto (PMDB), e ele garantiu apoio ao FSM, sem citar recursos. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, disse que o governo federal dará "apoio institucional" ao evento, sem especificar como isto pode ser feito. Rossetto foi coordenador do governo gaúcho para o Fórum, enquanto era vice-governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.