Postos têm poucas datas livres

Na zona sul, motorista espera horário há 3 meses

Diego Zanchetta e Valéria Franca, O Estadao de S.Paulo

26 de junho de 2009 | 00h00

O paulistano que deixar a inspeção veicular para os últimos dias corre o risco de pegar fila no agendamento e acabar num posto fora de sua região de preferência. E para isso não é preciso estar no limite dos três meses de prazo concedidos pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Quem entrou ontem no site da Controlar, empresa licenciada para o serviço, e tentou agendar a inspeção para o posto da Barra Funda, na zona oeste, só conseguiu data livre para daqui a 53 dias. A situação é pior na zona sul, onde não há vagas no único posto. A única região onde não há problemas de vagas é a zona leste, que concentra cinco dos dez postos espalhados pela cidade.Despachante no Ipiranga, na zona sul, Tiago Soave tem oito clientes com a papelada de licenciamento, aguardando a inspeção. "Um deles, dono de um carro com placa de final 3 e que tem prazo até o fim de junho, entra todos os dias no site, há três meses, para ver se libera uma data", diz ele. "Meu cliente faz questão de que seja no posto da zona sul, onde mora e trabalha." Caso parecido é o do advogado Klaus Cassiano, de 35 anos, que está com o carro parado na garagem porque não consegue marcar inspeção no posto da zona sul. "Moro e trabalho em São João Clímaco, na zona sul". No último mês, Cassiano vem usando o carro da mulher, que está em licença maternidade. "Eu tenho um carro novo. Já é um absurdo ter de fazer a inspeção, e além de tudo é longe." O advogado pensa em entrar com um pedido de liminar para poder licenciar o carro. "O Ministério Público pode, por exemplo, mover ação coletiva usando como um dos argumentos as decisões já proferidas (que desobrigam motoristas da inspeção)", explica o advogado cível André Braga. "A administração pública tem obrigação de se equipar para atender à demanda", diz Paulo Ricardo Chenquer, especialista em Direito do Consumidor. De acordo com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, não há risco de ninguém ficar de fora da inspeção por falta de vaga. A capacidade de atendimento (exceto motos) é de 9.792 veículos por dia. "Até o momento, o recorde de atendimento diário foi de 7,5 mil veículos", Márcio Schettino, Coordenador do Programa de Inspeção Veicular Ambiental. Há previsão de inauguração de quatro postos na zona sul e dois na zona norte, no segundo semestre. Para dar vazão às filas, os postos da Barra Funda, Anchieta e Parque São Jorge trabalham em horário estendido (das 7 às 21h55, de segunda a sábado).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.