Potim teme fuga de presos

Moradores da cidade de Potim, no interior do Estado de São Paulo, estão preocupados com a transferência de 1.500 detentos do Complexo do Carandiru para os dois novos presídios, que estarão funcionando a partir de dezembro.A cidade, de 13 mil habitantes, teme que ocorram fugas como a desta segunda, na Penitenciária do Estado, em São Paulo.Cento e oito presos fugiram por um túnel da penitenciária que faz parte do Complexo do Carandiru, em Santana, na zona norte de São Paulo.Para a moradora Juanita Oliveira, o jeito será rezar. "Se eles (governo municipal e estadual) querem assim, o jeito será pedir a Deus para que nada aconteça".Para a dona de casa Silvia Maria Carmo, o clima de São Paulo assusta. "Eles vão vir para cá e tentar fugir também."A cidade recebeu um investimento de R$ 16,5 milhões para a construção dos dois presídios. Segundo o prefeito da cidade, João Benedito Angelieri (PSDB), um deles vai receber mulheres.Ele garante que não haverá fuga. "Será impossível transpor paredes que terão 85 centímetros de concreto e outros 8 centímetros de aço, além das muralhas", informou Angelieri.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.