Pouso de avião deixa quatro feridos em Belém

Um avião monomotor que vinha de Anajás, no arquipélago do Marajó, para Belém com cinco pessoas foi obrigado a fazer um pouso forçado em um terreno baldio no bairro do Jurunas, um dos mais populosos da capital paraense. Quatro pessoas ficaram feridas, três delas em estado grave, depois que o aparelho bateu no solo, quando estava a apenas dois minutos do aeroporto Val-de-Cans.Segundo testemunhas, por pouco o aparelho não caiu sobre uma escola pública. Naquela hora, centenas de alunos estavam no local. Com habilidade, o piloto conseguiu evitar o acidente, levando o avião para o terreno desabitado. Soldados da Aeronáutica e agentes da Polícia Federal isolaram a área onde o avião pousou para facilitar o trabalho dos peritos. O resultado da perícia deve sair em 15 dias.O vôo foi fretado pelo comerciante muçulmano Muhammed Yasin e tinha ainda como passageiros Maria de Fátima e Kátia Martins, irmã e sobrinha do vice-prefeito de Anajás, Valdir Martins. Os três sofreram fraturas e traumatismo craniano e foram internados num hospital, onde seriam operados no final da tarde.Soldados do Corpo de Bombeiros Militar retiraram mais de cem litros de combustível do aparelho para evitar o risco de explosão. Segundo Muhammed, o avião começou a apresentar problemas mecânicos quando sobrevoava a Baía de Guajará para pousar em Belém e começou a perder altura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.