Praia Grande cria sistema inédito de monitoramento veicular

A prefeitura de Praia Grande, na Baixada Santista, começa a vender na quinta-feira, 14, o que apelidou de "etiquetas inteligentes": chips do tamanho de um grão de arroz para serem implantados em veículos de quatro rodas. A etiqueta possibilita que os veículos sejam monitorados por 24 antenas instaladas em pontos estratégicos do município.A Prefeitura investiu R$ 800 mil no novo sistema, integrado a central de vídeo que monitora as imagens captadas por 1.089 câmeras presentes na cidade. Praia Grande é o primeiro município do País a disponibilizar o serviço a toda população. O selo vai custar R$ 25.O principal objetivo do sistema é a segurança pública. De janeiro a setembro deste ano, a polícia contabilizou 1.427 casos de roubos e furtos de veículos na cidade. O delegado de Praia Grande, Wagner Milhardo, elogiou a iniciativa da prefeitura. "Acho que o sistema vai se transformar numa poderosa ferramenta contra o crime."O comerciante Antonio Carlos Alves de Oliveira, de 37 anos, pretende implantar o sistema nos cinco veículos da sua empresa. "A partir de amanhã, já vou começar a instalar o chip nos meus carros, vou mandar um por dia, conforme a logística de trabalho."Oliveira, que é proprietário de um loja de bombas d´água e equipamentos para piscina, já teve dois veículos roubados em Praia Grande, ambos Fiorinos. "A que foi roubada em 2005, a polícia achou 15 dias depois. Já uma que levaram em 2004 nunca foi encontrada." Ele se considera preocupado com a segurança. "Todos os carros têm alarmes e só alguns têm seguros por causa do custo, mas eu acho que com esse sistema o valor dos seguros deve baixar", disse.O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão (PSDB), destacou que o sistema é importante para moradores e turistas. "São mais de 100 mil famílias com casa de veraneio aqui que também terão o serviço à disposição", disse.O metroviário Marco Antonio de Almeida, de 45 anos, é uma dessas pessoas. Ele mora na zona Sul de São Paulo e vai a cada 15 dias para a cidade, onde possui um apartamento no bairro Aviação. "Achei bem interessante, da próxima vez que vier para cá, vou mandar colocar no meu carro."A central de monitoramento trabalha em conjunto com as polícias civil e militar. Quando um veículo é furtado, o proprietário pode telefonar tanto para a PM, através do 190, como para a central de monitoramento (0800-7730153). A partir desse momento, o software verifica por onde o carro passou e se já saiu da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.