Praia Grande tem o maior aumento de roubos de SP

Praia Grande, na Baixada Santista, é o município paulista onde o número de roubos mais cresceu no primeiro semestre deste ano. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, o índice subiu 24% em relação ao mesmo período de 2008, com 1.481 roubos por 100 mil habitantes. A escalada do crime segue uma tendência estadual: conforme o Estado mostrou ontem, São Paulo registrou um número recorde de roubos na primeira metade do ano, 130 mil casos. Segundo o comandante do 45º Batalhão da Polícia Militar de Praia Grande, Carlos Otero Jorge, os roubos que aumentaram foram os menos violentos, em geral, cometidos por ladrões de bicicleta, sem armas. "São roubos de celular, correntinha, bolsa, e onde as vítimas estão vulneráveis. A polícia não é onipresente, e a extensão do município intensifica os pequenos roubos", diz. "Neste semestre fizemos 194 flagrantes, 50 deles de roubo. Foram apreendidas 38 armas, e recapturados 50 procurados." O delegado titular de Praia Grande, Odair Grilo, diz que as Polícias Civil e Militar e a Guarda Civil Municipal têm trabalhado em conjunto para conter a violência. José Américo Franco Peixoto, subsecretário Municipal de Assuntos de Segurança Pública, pondera: "O número é preocupante, mas não alarmante. A população tem aumentado e a comparação não considera isso." Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Praia Grande é município brasileiro que mais cresceu entre 2000 e 2009 (26,32%). Em visita à cidade na sexta-feira, o governador José Serra (PSDB) disse não estar com o mapa da segurança para analisar o caso de Praia Grande, mas afirmou que a maioria dos indicadores do Estado tem melhorado neste trimestre. "Agora, se melhoram dez, sempre tem um que não melhorou."

Rejane Lima, PRAIA GRANDE, O Estadao de S.Paulo

31 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.