Praia onde tubarão atacou é interditada

A menina Ângela Carlos Cardoso, 12 anos, que foi vítima de um ataque de tubarão, neste domingo, na praia de Camapun, no Rio Grande do Norte, não terá a perna amputada, mas deverá ter alguns movimentos prejudicados. Segundo a repórter Anna Ruth Dantas, da Agência Nordeste, a menina permanece internada no Hospital Walfredo Gurgel e ainda não tem data para receber alta.Depois da tragédia, a Prefeitura de Macau, litoral norte do Estado, interditou o banho na praia de Camapun. A liberação só acontecerá depois de ter sido feito um estudo da praia.Este foi o primeiro acidente de grandes proporções envolvendo tubarões nas praias do Rio Grande do Norte.Ângela estava brincando junto com outras duas amigas, quando sofreu o ataque. O tubarão mordeu grande parte da perna esquerda da garota.Quando ouviram os pedidos de socorro, os banhistas pensaram ser brincadeira das garotas e só depois foram ajudar.No hospital Walfredo Gurgel, a menina está sendo acompanhada pela mãe, Ana Maria Pereira Pinto, desempregada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.