Praias do Rio estão mais limpas, diz secretaria

As praias da cidade do Rio de Janeiro estão com as águas e areias mais limpas. Relatório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente mostra que 28 dos 34 pontos analisados por seus técnicos durante os meses de agosto a outubro apresentaram melhora ou estabilidade nas condições de banho em relação ao inverno do ano passado.Apesar disso, apenas sete das praias estiveram próprias para o banho todos os dias analisados, e outras 18, em 90% das vezes. Cinco das mais bem avaliadas estão na zona oeste, mais precisamente no Recreio dos Bandeirantes ? Pontal, Prainha, Reserva, Macumba, Grumari.As outras duas são Sousa Lima (Copacabana) e José Bonifácio (Ilha de Paquetá). Quase todas as consideradas em boas condições são oceânicas. Entretanto algumas das localidades mais conhecidas e populares da cidade ? como Ipanema, Leblon, Quebra-Mar e Pepê (as duas últimas na Barra da Tijuca) ?, banhadas pelo Atlântico, pioraram o desempenho.Na Baía de Guanabara, a poluição continua a representar um grave problema. As águas são consideradas impróprias para banho na maioria das praias. Das 25 melhores, apenas quatro se localizam lá. É mais fácil encontrá-las entre as piores. Duas delas, Botafogo, Flamengo (zona sul) estão entre as que estiveram inadequadas para banho durante toda a estação.Paradoxalmente, no entanto, a que teve melhora mais significativa de todas as pesquisadas foi a da Urca, na Baía de Guanabara. De 8% de amostras consideradas próprias no ano passado passou a 50% neste ano. Guaratiba, Baía de Sepetiba, aumentaram de 54% para 90% de dias com condições adequadas ao banho; em São Conrado, o índice de dias próprios saltou de 71% para 97%.A qualidade das areias teve evolução mais discreta do que a da água. Na maioria dos casos, qualidade do mar e da areia estão relacionadas. As praias da Macumba e da Reserva aparecem no topo das duas listas, enquanto a de Sepetiba está entre as piores nos dois quesitos. Em cinco das seis análises feitas, foi recomendado evitar o contato primário com a areia de lá.Nove das 34 praias receberam a nota mínima ao menos em uma das seis avaliações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.