Praticante de rapel morre na Serra do Mar (SP)

Um grupo de soldados do Corpo de Bombeiros da região do ACB e do COE acampou na Serra do Mar para, nesta manhã, fazer a remoção do corpo de um jovem praticante de rapel, que sofreu queda na cachoeira da Fumaça, no início da tarde de domingo. O local é de difícil acesso e o corpo deverá ser retirado na mata com ajuda de helicóptero do Grupamento Águia.O chamado para os bombeiros chegou às 13h42 de domingo e as buscas duraram toda a tarde e noite. A Cachoeira da Fumaça fica numa região pertencente ao município de Cubatão, mas também pode ser acessada por Paranapiacaba. Trata-se de uma região de Mata Atläntica, com imensas rochas íngremes, e a demora para chegar a seu topo pode chegar a três horas.Os 13 bombeiros e quatro policiais do COE, que vasculharam a região à procura do cadáver do "rapeleiro" conseguiram resgatá-lo de um poço na parte inferior da cachoeira, mas a retirada, pela mata durante a noite seria muito difícil. Por isso consideraram melhor pernoitar no local e içá-lo por helicóptero durante a manhã.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2004 | 08h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.