Pré-candidata afirma ter 'credenciais' para disputa

Apesar de reiterar "respeito, admiração e amizade" pelo deputado Ciro Gomes (PSB-CE), a pré-candidata petista Dilma Rousseff deu uma resposta indireta ao antigo companheiro de ministério e disse ontem ter "todas as credenciais" para participar da disputa presidencial.

Luciana Nunes Leal do Rio, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2010 | 00h00

Irritado com a pressão do governo, do PT e de seu próprio partido para desistir da candidatura ao Planalto, Ciro disse na semana passada que o tucano José Serra é "mais preparado, mais legítimo, mais capaz" que Dilma.

Ao chegar ao encontro estadual do PT do Rio, a ex-ministra evitou entrar em atrito com o ex-ministro da Integração Nacional. "A opinião dele é opinião dele (...). Tenho experiência nos três níveis da Federação, participei de todas as lutas políticas do País. Na Casa Civil, coordenei os principais projetos da Presidência", declarou Dilma, na quadra da escola de samba Portela, em Madureira, zona norte do Rio.

"Militei no PDT por um tempo e nos últimos dez anos no PT. Então, eu tenho experiência política", completou a ministra, após citar os cargos já ocupados.

Uma das principais estratégias da pré-campanha de José Serra tem sido exaltar sua história política e administrativa em comparação a Dilma, que nunca disputou uma eleição antes.

Em discurso para os militantes do PT, Dilma respondeu aos adversários que menosprezam a capacidade administrativa do atual governo e fez referências indiretas às privatizações na gestão do tucano Fernando Henrique Cardoso.

"Diziam que o presidente Lula não saberia governar porque não tinha diploma universitário. Eles nunca entenderam que o presidente Lula tem diploma de Brasil, pós-graduação em democracia e é doutor em desenvolvimento econômico e social", discursou a ex-ministra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.