Pré-requisitos para curso

Carta 19.444Em 31/7, fechei um contrato na escola Tekno Software, pacote Master Personal de 6 módulos (Linux A&B, DotNet e Csharp) + modelagem de dados, sendo informada de que havia pré-requisito para o curso de Linux - mas não havia informação ref. a pré-requisitos para os outros módulos. Ao terminar um módulo, tentei marcar o Dot.Net, mas era preciso ter feito ou Introdução ao SQL ou ao Oracle. perguntei por que não me haviam dito, e responderam que eu teria de pagar para fazer os módulos, mas o erro não foi meu! Tentei acordo, sugerindo a troca do LinuxA e B pelo SQL, que a escola aceitou, mas cobrando R$ 200 de transferência mais a diferença entre os cursos. KELLYN SOUZA BRAGA ONORICapitalA Tekno responde:"A queixa sobre a falta de informações. ref a pré-requisitos não procede. Informamos verbalmente os clientes, na matrícula, sobre o assunto. A taxa de troca de curso está de acordo com o contrato assinado pela leitora. Quem negociou a compra dos cursos com o Comercial foi o marido da leitora, Rodolfo Onori, que também é nosso cliente e foi esclarecido sobre os pré-requisitos. Ele pesquisou e avaliou o conteúdo do curso, sendo então assinado o contrato pela cliente. A omissão não foi da Tekno, e a cobrança da taxa é devida."WELLINGTON MARTINSTekno Software Dia 23, o sr. Rodolfo informou que o contrato diz que o aluno está ciente dos pré-requisitos, mas não quais eles seriam. Verbalmente, informaram apenas o pré-requisito para o Linux .Carta 19.445Aulas de inglêsDesde 5/5/07 estudo inglês na Wise Up e tenho críticas, pois temos de comprar todo o material do curso (18 meses) logo no início, e a escola substitui professores em férias por outros, menos qualificados. Procurei a Coordenação para falar sobre isso mas fui ignorada e decidir reincidir o contrato. Só que, mesmo com carta de rescisão e as parcelas pagas, disseram que eu devia pagar mais uma mensalidade e 4 dias proporcionais. Não concordo com pagar uma parcela extra. MARIA ISABEL VERANO FREIRECapitalA Wise up responde:"A aluna se matriculou em 23/4/07, iniciou as aulas em maio, e a 1.ª mensalidade foi paga em 5/6. Desde o início, o controle de qualidade e atendimento ao aluno fizeram vários contatos. No histórico constam os e-mails da aluna, que dizia estar satisfeita com a atenção da escola, e em outro que estava com dificuldades para acompanhar o 2.º nível. A coordenação de ensino ofereceu aulas extras (sem custo adicional), e que ela assistisse à mesma aula em turmas diversas, para ter acesso à mesma matéria duas vezes, sem custo, mas ela faltou várias vezes e recorreu ao sistema de reposição de aulas, gratuito. Demos todo o suporte à aluna, mas ela não conseguiu média de aprovação. Em ref. às férias de professores, todos os substitutos são professores ativos do curso, aprovados em treinamento de 3 semanas dentro da metodologia Lexical Approach. Os procedimentos são explicados a todos os alunos, que primeiramente assinam o contrato e depois façam teste de nivelamento com os coordenadores, passando em seguida para o Atendimento, para o contrato ser revisto e novamente explicado. Só então o aluno assina uma ratificação do contrato, para ser alocado numa adequada para dar início ao curso. Se ele inicia o curso em fevereiro, p. ex., pagará a 1.ª mensalidade só em março. E uma cláusula contratual diz que o aluno que rescindir o contrato não pagará multa, só 30 dias a partir da data do pedido de rescisão. Por isso cobramos a mensalidade de 5/12 (ref. a novembro) e os cinco dias proporcionais previstos em contrato. Ou seja, se a aluna pagasse para estudar, esse vencimento de 5/12, ref. a novembro, já teria sido pago em 5/11. Na aula zero entregamos um documento que informa que o aluno deverá comunicar seu desligamento com 30 dias de antecedência, assistindo às suas aulas normalmente durante nesse período."LUDMILA DIASGerente Regional Sul/São PauloA leitora comenta:Eles não fizeram tantos contatos. Quando eu disse que estava satisfeita, era ainda o início do curso. O teste de nivelamento durou 30 minutos, e eu fui para o Básico 2. As aulas extras não foram sem custo, somente as de reposição. Mandei e-mail falando de minha dificuldade quando ingressei no Básico 2, mas a resposta foi que eu ?teria de me adaptar?. Não responsabilizo a escola pela minha reprovação, mas sim pela forma indiferente de tratar as dificuldades individuais dos alunos. Correspondência para São Paulo Reclama: e-mails para spreclama.estado@grupoestado.com.br; cartas para Av. Eng.º Caetano Álvares, 55, 6.º, CEP 02598-900 ou fax 3856-2929, com nome, end., RG e tel., a/c de CECILIA THOMPSON, podendo ser resumidas a critério do jornal. Cartas sem esses dados não serão consideradas. As respostas não publicadas serão enviadas pelo correio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.