Prédio do fórum não atende a normas de segurança

O prédio do Fórum João Mendes não atende às normas de segurança. Uma das escadas de emergência, por exemplo, está com o acesso trancado, em obras, e não pôde ser usada nesta quinta-feira pelas pessoas em pânico."Há pelo menos sete anos essa escada está interditada", disse uma funcionária do fórum. "Não cabia mais ninguém nas escadas."Os servidores disseram ter demorado meia hora para esvaziar o edifício. O prédio está passando por reformas para se adequar às normas de segurança. No dia 25 de abril, técnicos do Departamento de Controle do Uso do Imóvel (Contru) realizaram vistoria no fórum e constataram vários problemas. Os especialistas observaram a existência de portas de madeira, abrindo no contra-fluxo, no acesso às escadas dos 13º, 15º, 17º e 20º andares, o que está fora das especificações.Os técnicos também encontraram revestimento de madeira nas paredes e carpetes nos corredores, o que facilita a propagação do fogo.Foi constatada ainda a ausência de escada protegida contra as chamas. A saída e a rota de fuga para a Rua Conde do Pinhal não estavam concluídas.Segundo informou nesta quinta-feira o diretor do Contru, Clayton Claro da Costa, que esteve no local depois da explosão, as obras de adaptação às normas de segurança devem ser finalizadas no período de quatro meses. A nova rede de hidrantes estava sendo instalada, mas ainda não estava em uso. As portas corta-fogo de alguns andares ou estavam calçadas ou as barras antipânico não funcionavam. Pelo prédio circulam diariamente 15 mil pessoas em média. Há quase 5 mil funcionários, entre escreventes e juízes, que passam o dia entre as divisórias de madeira e a papelada de processos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.