Prédio já abrigou Eisenhower e o papa Pio XII

Se voltar a despachar nos Campos Elísios, o primeiro bairro planejado para a elite paulistana, Serra entrará numa lista que já tem Washington Luís, Armando de Salles Oliveira, Ademar de Barros e Jânio Quadros. Ali ainda foram recebidos Dwight Eisenhower, presidente dos Estados Unidos, entre 1953 e 1961, e o papa Pio XII, que dirigiu a Igreja Católica na 2.ª Guerra. Aos 109 anos, o palacete escapou de bombardeios durante a Revolta Tenentista de 1924 e na Revolução Constitucionalista de 1932, além de ter sido praticamente destruído durante um incêndio em 1967. Serra ainda pediu projetos para a recuperação do entorno e de quatro casarões vizinhos. Outro objetivo do governador é transformar imóveis ao lado em extensões de gabinetes, incluindo o da Educação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.