Prédio treme e assusta pessoas no centro do Rio

Edifício foi evacuado após tremores serem registrados nos 6º, 10º e 20º andares

Agência Brasil,

27 Agosto 2012 | 22h16

RIO DE JANEIRO - Alguns andares do edifício de número 37, na Rua Visconde de Inhaúma, no centro da cidade, tremeram por volta do meio-dia desta segunda-feira, 27. O prédio chegou a ser parcialmente evacuado pelas pessoas que trabalham no local, mas o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, depois de uma inspeção, descartaram o risco de desabamento.

Os tremores foram registrados nos 6º, 10º e 20º andares, fazendo com que os funcionários de várias firmas instaladas no prédio organizassem a evacuação antes da chegada do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil.

Márcia Lopes, que trabalha em um escritório de advocacia, no 20º andar, sentiu pelo menos três tremores e abandonou prédio temendo uma tragédia igual à do Edifício Liberdade, na Avenida 13 de Maio, que desmoronou no começo do ano.

"Eu estava almoçando quando senti os tremores, e pelo menos dois impactos no aparelho central de ar-condicionado. Se é normal ou não, eu não sei, Como eu ainda não tinha visto nada parecido, desci. Chegando lá embaixo, ouvi o burburinho e os comentários de que havia ocorridos tremores também em outros andares, embora muito gente tenha ficado no prédio. Fiquei apreensiva porque o desabamento da 13 de Maio também começou assim. Com a chegada da Defesa Civil, o pessoal ficou impedido de subir até que eles decidiram pelo liberação do prédio".

O administrador do imóvel, Luiz Armando Moreira, disse não ter sentido o edifício tremer. Mas, segundo ele, uma representante da empresa Porto Maravilha, que faz obras nas proximidades, esteve no prédio e ficou de mandar um relatório sobre os trabalhos de engenharia que estão realizados na região.

Mais conteúdo sobre:
tremor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.