Prefeita fará balanço de projeto social em SP

Ao sobrevoar a região de Lajeado e Capão Redondo, bairros pobres do extremo-sul da capital paulista, Marta Suplicy lembrou que foram naquelas áreas que tiveram início os projetos sociais, como o cadastramento para o "Renda Mínima", o "Bolsa-Escola" e o "Começar de Novo". Segundo a prefeita, foram cadastradas 25 mil pessoas e logo mais, às 14h30, ela estará no bairro do Lajeado para fazer um balanço sobre o "Renda Mínima", promessa de campanha e que agora poderá ser viabilizado.Ela destacou também um dos colégios que recebeu da administração passada no bairro de Cidade Ademar apelidada de ?escola oca?: não tem móveis, não tem professores, não tem quadro negro, não tem nada. No próximo fim de semana, Marta deverá inaugurar uma escola na região de Heliópolis que faz parte do projeto que integra as Secretarias de Esporte, Cultura e Educação. "Nós vamos fazer desde jogos esportivos até levar cinema e teatro para a criançada, fazer alguma coisa com a participação da comunidade".A prefeita de São Paulo também comentou sobre os problemas causados pelo Fura-Fila. De acordo com Marta, ele custa muito mais do que anunciou o ex-prefeito, Celso Pitta, e as perspectivas para o projeto não são muito boas. Apesar da falta de verbas, o Fura-Fila será estendido em sua administração até a Vila Prudente. Isso porque, se fosse até o Sacomã, os investimentos seriam muito altos. Para atender às necessidades das pessoas que residem naquela região, dois trechos da Avenida do Estado e da Avenida Juntas Provisórias interditados pelas obra já foram liberados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.