Prefeito afastado em Mato Grosso

O juiz Gonçalo Antunes de Barros Neto, da 1.ª Vara da Fazenda Pública de Várzea Grande (MT), atendeu a pedido do Ministério Público Estadual e determinou o afastamento do prefeito Murilo Domingos (PR) por improbidade administrativa. A decisão, em primeira instância, torna Domingos inelegível por oito anos. Vizinho a Cuiabá, o município tem o segundo maior colégio eleitoral do Estado.

, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2010 | 00h00

Domingos teria usado uma empresa de fachada, a João Só, para favorecer a empresa de sua família, a Casa Domingos. O prefeito responde a seis ações civis públicas, todas relacionados a fraudes ocorridas em procedimentos licitatórios. Vários inquéritos estão em andamento na Promotoria de Justiça da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.