Prefeito de Campinas é afastado

Com 28 dos 33 votos possíveis, a Câmara Municipal de Campinas aprovou na noite de ontem o afastamento temporário do prefeito Demétrio Vilagra (PT). Ele deverá deixar o cargo durante o período de 90 dias - que é o prazo definido em lei para que sejam concluídas as investigações de Comissão Processante instalada na Casa em agosto e que até segunda-feira passada estava suspensa por decisão judicial.

O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2011 | 03h01

A decisão da Câmara deverá ser publicada no Diário Oficial do Município amanhã. Após a publicação, o cargo será ocupado pelo presidente da Câmara, Pedro Serafim (PDT). A Comissão Processante investiga a responsabilidade de Demétrio em irregularidades em contratos de prestação de serviços na Sanasa, apontadas em denúncias do Ministério Público Estadual (MPE). Em agosto, o então prefeito, Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio, havia sido cassado em decorrência do mesmo caso de corrupção.

"É preciso deixar muito claro que Demétrio Vilagra não está sendo cassado. Ele está apenas sendo afastado para que a Comissão Processante possa desempenhar seu papel fiscalizador de forma plena", afirmou Serafim. Esta é a segunda vez que a Câmara afasta Demétrio. A primeira foi em 24 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.