Prefeito de Osasco é acusado de crime de responsabilidade

A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça instaurou nesta sexta-feira processo por crime de responsabilidade contra o prefeito de Osasco, Celso Giglio (PTB-SP). Ele é acusado de contratar sem concurso público o jardineiro Expedito Gomes. Se condenado, o prefeito se tornará inelegível por cinco anos, além de outras punições.A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público. O prefeito corre ainda o risco de ser envolvido em mais de 200 outros processos criminais, gerados por igual número de contratações de servidores, supostamente de forma irregular.O advogado de defesa do prefeito, Américo Marco Antonio Filho, disse que para cada servidor admitido foi instaurado um inquérito, todos em andamento na seccional de Osasco. O advogado disse que vai pleitear a unificação de todos os inquéritos, para evitar que seu cliente seja punido pelo mesmo fato. Ele promete recorrer da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.