Prefeito de São Sebastião pode ter favorecido empresários

A Prefeitura de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, está sendo investigada pela Justiça devido a uma denúncia de favorecimento de empresários em 13 licitações. Cerca de 16 pessoas, entre elas o prefeito Paulo Julião (PSDB), estão com os bens bloqueados e tiveram os sigilos bancário, fiscal e telefônico quebrados, segundo o Bom Dia SP. Existem indícios de que a empresa Eness Construtora e Serviços Ltda, que pertence ao genro do prefeito, Marco Caldeira, e do pai dele, Eugênio Caldeira Júnior, foi beneficiada em 13 licitações na cidade. A empresa estaria também em nome de dois sócios considerados "laranjas", Manoel Ferreira de Souza e da mulher Francisca Bastos de Souza. A empresa teria sido criada três meses depois de Paulo Julião assumir a prefeitura em 2000. Manoel confirmou em depoimento que apenas atendeu a solicitação de emprestar o nome para a sociedade. Durante o processo algumas obras na cidade foram interrompidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.