Prefeito de Sarapuí é cassado pela quarta vez, mas permanece no cargo

A Câmara de Sarapuí, região de Sorocaba (SP), cassou pela quarta vez em dois anos o mandato do prefeito César Dinamarco Corsi (PSDB). Apesar disso, ele permanece no cargo, beneficiado por uma liminar da Justiça. A cassação foi aprovada por unanimidade, em sessão extraordinária que terminou na madrugada de ontem. Corsi é acusado de irregularidades administrativas, entre elas o pagamento a funcionários fantasmas e a compra de ração animal com verba da merenda escolar. Ele também é acusado de ter ido a um congresso de três dias em Manaus e esticado a permanência para 10 dias por conta do erário. O advogado do prefeito, Carlos César Pinheiro, disse que a Justiça concedeu liminar por entender que seu cliente está sofrendo "excesso de punição". Segundo ele, a Câmara julgou o prefeito sem aguardar o resultado da auditoria do TCE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.