Prefeito decreta estado de Emergência em Londrina

Defesa Civil informa que a cidade tem 40 famílias desabrigadas e 380 residências destelhadas

Central de Notícias,

15 de outubro de 2009 | 22h50

O prefeito de Londrina, Barbosa Neto, decretou nesta quinta-feira, 15, estado de emergência. De acordo com informações da Defesa Civil e da Prefeitura, Londrina tem 40 famílias desabrigadas, 70 famílias desalojadas, 380 residências destelhadas, 55 postes caídos e mais de 200 árvores afetadas nas ruas. A região mais afetada de Londrina é a zona norte, com 95% dos estragos.

 

Entre os municípios mais prejudicados pelos temporais e chuvas de granizo no estado do Paraná estão Cascavel, Santa Helena, Palotina, Três Barras do Paraná, Diamante do Oeste, Matelândia, Iguatu e Ampere. A maioria desses municípios já havia sido atingida por evento climático semelhante, na última segunda-feira.

 

Com a força das chuvas, quatro torres de transmissão da Companhia Paranaense de Energia (Copel) foram ao chão - três da linha de 138 mil volts entre Cascavel e Foz, localizadas perto de Matelândia, e outra em Cascavel, nas imediações do Parque de Exposições Celso Garcia Cid, que interliga as subestações Cascavel e Olímpico.

 

Segundo informações do governo estadual, o centro operacional da Copel, em Cascavel, registrou nesta manhã, aproximadamente 30 mil domicílios sem eletricidade, por causa da tempestade. Cerca de 180 equipes de emergência e de construção de redes da empresa estão mobilizadas para recompor o sistema elétrico da região.

Tudo o que sabemos sobre:
Londrinaestado de emergênciagranizo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.