Prefeito é intimado a explicar doação de praça a amigo na BA

José Mauro (PMDB-BA), prefeito de Queimadas, diz não saber que doação precisava da aprovação de vereadores

Tiago Décimo, de O Estado de S. Paulo,

28 de fevereiro de 2008 | 21h30

O prefeito de Queimadas, a 300 quilômetros de Salvador, José Mauro Oliveira Filho (PMDB-BA), foi intimado pelo Ministério Público a dar explicações sobre a doação de uma praça municipal, de 120 metros quadrados, a um amigo, Guttenberg Dourado da Mota, conhecido como 'cigano careca'. A doação chegou a ser registrada em cartório e o beneficiado já estava construindo uma lanchonete no local. Não foi, porém, aprovada pela Câmara Municipal, como determina a lei. O prefeito disse não saber que deveria ter a aprovação dos vereadores para fazer a doação e justificou a atitude pela amizade que tem com Mota. "A gente cresceu junto, viaja junto, sempre toma cerveja junto. O que tem de anormal nisso?", indagou. O promotor Pedro Safira, do Ministério Público, responsável pela intimação, entrou com ação civil público pedindo a devolução da praça à cidade e a derrubada da obra. Suspeita-se que o prefeito tenha fornecido o material de construção para Mota.  Segundo o MP, Oliveira Filho tem outras seis suspeitas de improbidade administrativa sendo investigadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.