Prefeito e primeira-dama continuam presos

MATO GROSSO DO SUL

, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2010 | 00h00

A primeira dama de Dourados, Maria Aparecida Freitas Artuzi, teve habeas corpus negado ontem pelo Tribunal de Justiça (TJ)de Mato Grosso do Sul e, assim como o marido, o prefeito afastado Ari Artuzi, cujo pedido de liberdade fora rejeitado na segunda-feira, continua na prisão. Os dois são acusados de integrar esquema de corrupção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.