Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Prefeito indiciado por morte de professor em Alagoas

O prefeito de Satuba, Adalberon de Moraes (PTB), foi indiciado como mandante da morte do professor Paulo Henrique Costa Bandeira, 42 anos, encontrado carbonizado dentro do seu carro, no início de junho, numa estrada da zona rural do município, a 21 quilômetros de Maceió. O professor foi morto depois de denunciar desvio dos recursos do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef), pela prefeitura de Satuba. Adalberon está preso desde o início de julho, mas por outro crime. Ele é acusado de ser o mandante da morte de um assessor parlamentar, assassinado com mais de 20 tiros, no final do ano passado. O prefeito foi indiciado na morte do professor depois de prestar depoimento, no presídio, aos delegados Cícero Lima e Maurício Duarte, que investigam o crime. Outras dez pessoas também serão indiciadas, entre elas o vice-prefeito Zezito Costa (PTB).

Agencia Estado,

13 de agosto de 2003 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.