Prefeito nega demissão de irmão

"Se for preciso mando meu irmão embora, mas não foi dessa vez", disse, em Andradina, a 660 quilômetros da capital, o prefeito Marcos Citro (PDT), referindo-se ao irmão Wilson, que contratou para ser o gerente da administração municipal. Os jornais locais divulgaram, em manchete, notícia de que o prefeito havia demitido o irmão. Os jornalistas se basearam em depoimentos de funcionários municipais. Mas Marcos Citro garantiu que o cargo continuará sendo de Wilson Citro.Durante campanha, Citro condenou o nepotismo, denunciando a ex-prefeita por contratar dois filhos e dois irmãos. Depois de eleito, o primeiro nome anunciado para sua administração foi do irmão, que morava na cidade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. A nomeação provocou protestos, principalmente dentro do diretório local do PSDB, que até agora vem resistindo em participar da administração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.