Prefeito nega que já tenha definido sua ida para o partido

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), negou ontem que já tenha definido sua ida para o PSB. "Existe um convite, feito de forma muito respeitosa, pelo governador Eduardo Campos (PSB), e outro pelo (vice-presidente da República) Michel Temer (PMDB) para que, no caso de identificarmos uma hipótese de saída do DEM, eu possa examinar, junto com eventuais parlamentares e militantes, seja a filiação no PSB, ou no PMDB", disse.

, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2011 | 00h00

O prefeito fez a declaração após reunião em São Paulo com o governador Geraldo Alckmin e a presidente Dilma Rousseff para discutir a Copa de 2014.

Kassab articula a fundação de um partido, que serviria como uma solução jurídica para ele migrar, depois, para o PSB ou o PMDB - a Justiça não determina a perda de mandato por infidelidade partidária no caso de mudança para nova legenda. Uma vez na nova sigla, ele promoveria a fusão com o PSB ou o PMDB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.