Prefeitura começa a demolir muros do Parque do Povo

Equipes da Subprefeitura de Pinheiros, acompanhadas pela Guarda Civil Metropolitana e pela Polícia Militar, começaram na manhã desta sexta-feira a derrubar cercas, muros e alambrados existentes entre os grêmios que ocupavam o Parque do Povo. A operação acontece duas semanas após a retomada do Parque, onde a Subprefeitura interditou estabelecimentos que funcionavam irregularmente na área, fazendo uso particular da área. Os muros estão sendo derrubados porque a Prefeitura planeja transformar o local em um grande parque de uso público. Segundo Luiz Alberto Chaves de Oliveira, administrador do parque, a Prefeitura está consultando moradores da região para que eles dêem sugestões sobre como gostariam que o parque ficasse. Os grêmios que funcionavam irregularmente no local também foram convidados a enviar propostas de projetos. Até abril, espera-se que esteja decidido o que será feito no parque, segundo Oliveira. Quando o parque foi interditado, a Prefeitura informou que pretendia entregá-lo no próximo aniversário de São Paulo, em janeiro de 2007. As 93 famílias que moram em situação irregular dentro do parque foram cadastradas pela Subprefeitura e deve, oferecer uma ajuda para realizarem sua mudança, além de uma bolsa de até R$ 5 mil.

Agencia Estado,

10 Fevereiro 2006 | 12h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.