Prefeitura de Paulínia isola Recanto dos Pássaros

A Prefeitura de Paulínia, 126 quilômetros a noroeste de São Paulo, determinou nesta quarta-feira, por decreto, o isolamento do bairro Recanto dos Pássaros, contaminado pela Shell Química do Brasil com organoclorados.A chuva de segunda-feira inundou toda a área, obrigando os 32 moradores que ainda viviam no local a deixar suas casas. Eles se instalaram em um hotel de Paulínia para negociar suatransferência definitiva do bairro.Desde o ano passado, a empresa vem adquirindo as propriedades do Recanto dos Pássaros, mas não entrou em acordo com cinco moradores, que recusaram a proposta da Shell. De acordo com o presidente da Sociedade dos Amigos e Moradoresdo Bairro Recanto dos Pássaros, Paulo Souza, o bairro deverá ser interditado pelaprefeitura.?Esses moradores deveriam ter sido retirados do bairro pela Shell há um ano, mas não há acordo?, disse Souza. Segundo ele, os moradores foram proibidos pela prefeitura de voltar ao bairro por causa do risco de contaminação, e a própria prefeitura está custeando a estada no hotel.A Shell informou nesta quarta, por meio de sua assessoria de imprensa, que está negociando individualmente com cada proprietário e caseiro que ainda permanece no bairro e tentará solucionar o problema até a próxima sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.