Arestides Baptista/Agência A Tarde
Arestides Baptista/Agência A Tarde

Prefeitura de Salvador interdita obra após morte de 9 em queda de elevador

Segundo testemunhas, acidente ocorreu após cabo estourar e cabine estaria operando acima do limite

Marcela Gonsalves e Tiago Décimo, estadão.com.br

09 Agosto 2011 | 15h47

SÃO PAULO - A Prefeitura de Salvador interditou nesta terça-feira, 9, a obra onde nove operários morreram com a queda de um elevador pela manhã. O acidente, segundo funcionários que estavam no local, ocorreu após o rompimento de um dos cabos de segurança. A cabine despencou de uma altura de 20 andares.

 

O Corpo de Bombeiros confirmou que nove operários morreram na queda de um elevador de serviço do Empresarial Thomé de Souza, prédio em construção no bairro Caminho das Árvores, região nobre de Salvador. Todos os corpos, de vítimas ainda não identificadas, já foram removidos do local.

 

Segundo nota da corporação, o acidente ocorreu por volta das 7h30, quando os trabalhadores preparavam-se para iniciar os trabalhos na obra, de responsabilidade da Construtora Segura.

 

A Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo de Salvador (Sucom) aguarda o laudo técnico sobre o acidente para tomar novas providências em relação ao prédio em construção.

 

De acordo com relato de testemunhas, o elevador também estaria operando acima de sua capacidade, que seria de oito passageiros. As informações não foram confirmadas pela Polícia Técnica.

 

Atualizado às 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.