Prefeitura de São Paulo monta esquema para morador de rua

Com a queda da temperatura em São Paulo, técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) entram em estado de alerta. Meteorologistas acreditam que os termômetros cheguem a marcar 6 graus até a madrugada de segunda-feira. A previsão é sinal de mobilização para plantões de atendimentos de emergência aos moradores de rua."Todas as vezes que a temperatura for igual ou inferior a 10 graus, acionamos o serviço de emergência para socorrer desabrigados", disse Viviane Patrício Delgado, supervisora-geral de assistência social da região central. "Nessa marca, a sensação de frio é maior, devido à ação do vento".A bordo de 40 peruas, cerca de 200 pessoas de 18 postos regionais da secretaria, espalhadas por diversos bairros e da Central de Atendimento Permanente (CAP), percorrem locais de maior incidência de moradores de rua. "Procuramos convencer essas pessoas a irem para um dos 33 albergues e abrigos da secretaria", disse Viviane.De acordo com Viviane, a SAS dispõe atualmente de 4.782 vagas. Para solicitar atendimento, a população pode ligar para a SAS (3392-67.39 ou 3392-6571) ou Defesa Civil (199).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.