Prefeitura de SP acusa PSDB de uso eleitoral de ato público

A Prefeitura de São Paulo expediu uma nota oficial acusando o PSDB de promover o ato público que acontece nesta quarta-feira diante da sede do governo municipal. A nota acusa o partido de fazer uso eleitoral de uma manifestação política. Segundo a nota da Prefeitura, a presidente da Associação dos Trabalhadores Sem-Terra, Cleusa Ramos, é mulher do vereador Marcos Zerbini (PSDB), que estaria presente ao ato. Outro político do partido acusado pela Prefeitura de comparecer ao ato público é o deputado estadual Celino Cardoso (PSDB).A manifestação está representando a frustração de famílias da região de Pirituba-Perus, na zona oeste de São Paulo. Segundo os manifestantes, foi anulada a publicação no Diário Oficial do Município que previa a construção de dois colégios municipais na região. A Prefeitura afirma, na nota expedida hoje, que dois CEUs serão inaugurados na região. Cada CEU prometido terá 2.500 vagas e, diz a Prefeitura, vão começar a dar aulas neste mês. As duas escolas reivindicadas pelo movimento ainda estariam no plano da administração municipal. A promessa é de que estas escolas sejam inauguradas até o fim da gestão da prefeita Marta Suplicy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.