Prefeitura de SP insiste em reajuste de secretários

O secretário da prefeitura de São Paulo, Rui Falcão, disse hoje que a prefeitura não pretende abrir mão do reajuste salarial de até 40% para os secretários municipais. Ontem, a 13ª Vara da Fazenda Pública acatou o pedido do PSDB e suspendeu o pagamento da remuneração para os funcionários do alto escalão. "Não há nenhum motivo para abrirmos mão desse aumento. A medida já está em vigor e eu creio que a liminar será cancelada."Segundo Falcão, a Secretaria Municipal de Negócios Jurídicos vai pedir hoje a reconsideração da decisão e, caso isso não ocorra, a prefeitura planeja entrar com agravo de instrumento.Sobre a iniciativa da Força Sindical e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, que entraram ontem com ação civil pública na Justiça para tentar suspender o reajuste do ônibus para R$ 1,40, o secretário afirmou que ainda não recebeu nenhuma notificação. "Estamos aguardando", declarou. As declarações foram dadas na Câmara Municipal de São Paulo, onde a prefeita Marta Suplicy promulgou a emenda à lei orgânica do município que cria a comissão dos direitos humanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.