Prefeitura de SP interdita pista da Rebouças

Vai ser uma bagunça. A frase do taxista José Paulo Gianini reflete a preocupação de moradores e pessoas que trabalham na região da Avenida Faria Lima. Ontem, uma pista da Rebouças e outra da Eusébio Matoso foram interditadas na altura da Faria Lima para a construção de uma passagem subterrânea. O bloqueio total, previsto para as 11 horas, só ocorreu às 15h30 de ontem, para não atrapalhar quem ia prestar o vestibular da Fuvest. "Não queríamos que nenhum candidato chegasse atrasado e culpasse a obra", justificou o secretário de Projetos Especiais, Valdemir Garreta. Agora, a recomendação aos motoristas é evitar a área. As obras vão durar um ano e o trecho interditado tem cerca de 200 metros. Até lá, o trânsito da área será modificado. Quem trafega no sentido bairro-centro da Eusébio Matoso vai entrar em um desvio na Rua Ibiapinópolis. O sentido centro-bairro vai continuar na Rebouças, mas terá apenas duas faixas, em vez de três. Apesar da divulgação das obras, vários motoristas não sabiam ontem da interdição. Doze taxistas de um ponto na esquina da Faria Lima com a Rua Sampaio Vidal vão ter de mudar. A rua residencial vai virar desvio e será proibido estacionar. Para quem mora na Sampaio Vidal, o sofrimento será maior. A rua era mão dupla, mas tinha apenas trânsito local. Ontem, ela teve o sentido alterado para receber o tráfego da Rebouças, cujo fluxo é de 3 mil veículos por hora no sentido bairro-centro. O mesmo aconteceu em outras vias. 113 marronzinhosA situação deve piorar a partir de hoje, pois o trânsito vai aumentar com o fim do feriado de fim de ano. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai colocar 113 marronzinhos para orientar o trânsito. Desde a semana passada, 700 mil mapas estão sendo distribuídos. As informações também poderão ser obtidas pelos telefones 156 e 194. A passagem - orçada em R$ 66 milhões - faz parte do pacote de obras previsto na região. O pagamento será com recursos da Operação Urbana Faria Lima. Cidade JardimA situação na área deve ficar ainda mais difícil a partir de domingo. Um trecho da Avenida Cidade Jardim, sentido centro-bairro, será bloqueado para construção de outra passagem subterrânea que vai ligar a Cidade Jardim à Avenida 9 de Julho. O bloqueio é de 11 meses.

Agencia Estado,

05 de janeiro de 2004 | 07h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.