Prefeitura de SP investiga 465 funcionários

A Ouvidoria-Geral do Município de São Paulo vai divulgar no dia 15 de maio um relatório com os nomes dos servidores públicos que deverão ser afastados em razão de envolvimento em irregularidades na Prefeitura. Segundo o ouvidor-geral do município, Benedito Domingos Mariano, 465 funcionários estão sendo investigados.Grande parte dos servidores, segundo ele, está envolvida em esquemas de cobrança de propina nas Administrações Regionais (ARs) e também no extinto Plano de Atendimento à Saúde (PAS).Hoje, a prefeita Marta Suplicy (PT) participou, na sede do órgão, da inauguração da logomarca da Ouvidoria. Ela destacou a importância do órgão, que tem pouco mais de 60 dias de funcionamento e já recebeu mais de 4.000 mil denúncias.Marta recusou-se a comentar outros assuntos referentes ao seu governo. "Eu só respondo sobre cada evento agora", disse. Nesta terça-feira, ela completa 100 dias de governo.Pela lembrar a data, vereadores e deputados estaduais do PSDB deverão reunir-se na Praça Ramos de Azevedo para mostrar "as contradições do PT", nas palavras do presidente do diretório municipal, João Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.