Divulgação / Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e Seop
Divulgação / Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e Seop

Prefeitura do Rio multa bares com aglomeração no Leblon e Barra da Tijuca

A Guarda Municipal também notificou 20 pessoas que estavam sem máscara de proteção na rua Dias Ferreira

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2020 | 13h09

RIO - Fiscais da Prefeitura do Rio e agentes da Guarda Municipal interditaram três estabelecimentos devido à aglomeração e notificaram 20 pessoas que não usavam máscaras durante inspeção a bares e restaurantes na noite dessa sexta-feira, 18. Os casos aconteceram nas zonas sul e oeste da cidade.

Segundo a prefeitura, agentes da Vigilância Sanitária fizeram 15 inspeções e interditaram dois bares na Rua Dias Ferreira, no Leblon, e um na Avenida Olegário Maciel, na Barra da Tijuca. Os estabelecimentos foram fechados por conta do excesso de público. Ao todo, os fiscais aplicaram seis multas, sendo três por aglomeração, duas por fornecimento de bebidas fora das mesas após as 22h e uma por fumo em ambiente fechado. Em um estabelecimento da Olegário Maciel, os técnicos inutilizaram ainda 16 quilos de produtos impróprios para consumo.  

A Guarda Municipal, por sua vez, notificou 20 pessoas que estavam sem máscara de proteção na Dias Ferreira. A fiscalização no Leblon resultou ainda na apreensão de 96 garrafas de cerveja com ambulantes irregulares, além de isopores e carrinhos. Além disso, proprietários de 40 veículos foram multados por estacionamento irregular.

Dados da Guarda Municipal apontam que, desde que o Rio passou a realizar sua abertura gradual, 7,5 mil multas foram aplicadas por infrações ligadas à pandemia. Entre os dias 5 de junho e 17 de setembro, a corporação registrou 7.501 multas sanitárias, sendo 6.071 (80,93%) pela falta do uso de máscaras e 388 por aglomeração em estabelecimentos e em via pública.

Estado. Edição extra do Diário Oficial do Estado, publicado na noite de sexta, estendeu até o próximo dia 6 de outubro as medidas restritivas que estão em vigor. Segundo o decreto, seguem suspensas a realização de eventos com a presença de público, como shows, além da permanência nas praias e lagoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.