Prefeitura do Rio promete punir motoristas de ônibus infratores

Medida foi tomada após série de acidentes e atropelamentos de ciclistas

O Estado de S. Paulo

02 Maio 2013 | 19h10

RIO - Decreto do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), que será publicado nesta sexta-feira, dia 3, no Diário Oficial, define novo sistema de controle da pontuação dos motoristas de ônibus infratores, com aplicação de punições que podem ir desde a obrigatoriedade de frequentar cursos extras de reciclagem até demissão.

Além disso, todos os 18 mil motoristas que atuam no sistema de ônibus da cidade deverão passar por um programa de treinamento e reciclagem, em até um ano. O prefeito também determina no decreto a disponibilização de 100 guardas

municipais para atuar na Secretaria de Transportes. Os guardas passarão por treinamento específico e serão designados para auxiliar na fiscalização de ônibus.

A medida foi tomada após sucessivos acidentes envolvendo ônibus recentemente, alguns com mortes. Na última terça, o

triatleta Pedro Nikolay morreu ao ser atropelado por um ônibus em Ipanema. Na quarta, um empresário ficou ferido ao ser atropelado por um coletivo na Praça da Bandeira. No dia 2 de abril, oito pessoas morreram após um ônibus despencar de um viaduto sobre a Avenida Brasil.

Mais conteúdo sobre:
TrânsitoAtropelamentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.