Prefeitura estuda parceria com governo chileno

A prefeitura de São Paulo está estudando a realização de uma parceria com o governo do Chile em diversas áreas, entre elas a educacional e a cultural. A informação é do embaixador do Chile no Brasil, Carlos Eduardo Mena, que esteve reunido com a prefeita Marta Suplicy (PT) hoje pela manhã no Palácio das Indústrias, sede do governo municipal.Ele disse que a reunião com a Marta teve como objetivo estreitar as relações entre a prefeitura e o Chile. "Definimos que vamos constituir um grupo de trabalho para que seja estabelecida uma agenda de temas comuns e, a partir daí, possamos iniciar a troca de experiências", destacou Mena.O embaixador chileno afirmou que, além de uma possível parceria nas áreas da cultura e educação, com o eventual intercâmbio de professores brasileiros e chilenos, há interesse comum em questões de segurança urbana, reforma da justiça e tecnologia da informação (Internet).Mena disse que o Chile tem interesse em expandir o acesso à Internet nas camadas mais carentes da população, seguindo os moldes do programa Sampa.org, da prefeitura da capital paulista. O embaixador acrescentou que o Chile tem ainda interesse em questões habitacionais.Ele afirmou que o presidente chileno, Ricardo Lagos, convidou Marta para uma visita ao Chile este ano. Segundo o embaixador, a prefeita disse que, por causa de uma agenda apertada, a viagem neste primeiro semestre seria difícil de ser realizada. "Há possibilidade de ela ir ao Chile no segundo semestre", disse Mena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.