Prefeitura inicia fechamento da 25 de Março ao trânsito em horário comercial

O trânsito de veículos na região da Rua 25 de Março, a via de maior comércio a céu aberto da América Latina, na região central de São Paulo, mudou a partir desta segunda-feira, 09. Carros e ônibus estão proibidos de passar na rua, das 10 às 18 horas, de segunda a sábado. Duas cancelas vão delimitar cinco quarteirões, do trecho que vai da Rua Carlos de Souza Nazaré, até a Ladeira da Constituição, justamente onde ocorre o maior movimento nas lojas.Neste primeiro dia, os motoristas ainda tinham dúvidas sobre o impacto que a mudança causará na vida dos paulistanos.Alguns motoristas entrevistados pela reportagem da Rádio Eldorado AM, acham que a medida irá congestionar ainda mais o difícil trânsito da região central. "Eu acredito que vai ser pior", relatou João Lacerda. Já os consumidores ouvidos pela reportagem aprovaram a decisão e acreditam que o fechamento da Rua 25 de Março vai amenizar o famoso ´empurra-empurra´ da rua comercial. O fechamento da via é visto com cautela pelos comerciantes. Segundo o presidente da União dos Lojistas da 25 de Março e Adjacências (Univinco),Miguel Giorgi Junior, a rua só ficará mais livre para o consumidor se o policiamento for reforçado na área. "Caso contrário, nós realmente poderemos ter problemas. A invasão do espaço público neste trecho de 350 metros vai ser problemático tanto para segurança como para o conforto de nossos clientes", ressaltou. Mas Junior acredita que com o bloqueio, a via poderá se tornar mais atraente aos pedestres e, com isso, elevar as vendas dos comerciantes. MudançasOs motoristas devem ficar atentos, pois a Rua Comendador Abdo Schain, paralela a 25, será Zona Marrom, ou seja, será aberta somente para carga e descarga de mercadorias. Já a Rua Barão de Duprat terá a mão alterada para o sentido Praça da Sé. Com as mudanças, essas duas vias deixam de atender com Zona Azul. A Rua XV de Novembro passa a receber veículos.A rota de ônibus também sofreu alterações. Anteriormente, eles passavam pelas Ruas Carlos de Souza Nazaré e 25. A partir desta segunda, vão ter de utilizar a Rua Paula Souza e, em seguida, a Rua da Cantareira.Atualmente, 600 mil pessoas passam pela região diariamente, tanto nas lojas quanto nos restaurantes. Com as proximidades dos festejos natalinos, esse número sobe para 1 milhão de pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.